sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Gravação real com o "Dolly"

João 8:1-11
1Jesus, entretanto, foi para o monte das Oliveiras. 2De madrugada, voltou novamente para o templo, e todo o povo ia ter com ele; e, assentado, os ensinava. 3Os escribas e fariseus trouxeram à sua presença uma mulher surpreendida em adultério e, fazendo-a ficar de pé no meio de todos, 4disseram a Jesus: Mestre, esta mulher foi apanhada em flagrante adultério. 5E na lei nos mandou Moisés que tais mulheres sejam apedrejadas; tu, pois, que dizes? 6Isto diziam eles tentando-o, para terem de que o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, escrevia na terra com o dedo. 7Como insistissem na pergunta, Jesus se levantou e lhes disse: Aquele que dentre vós estiver sem pecado seja o primeiro que lhe atire pedra. 8E, tornando a inclinar-se, continuou a escrever no chão. 9Mas, ouvindo eles esta resposta e acusados pela própria consciência, foram-se retirando um por um, a começar pelos mais velhos até aos últimos, ficando só Jesus e a mulher no meio onde estava. 10Erguendo-se Jesus e não vendo a ninguém mais além da mulher, perguntou-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? 11Respondeu ela: Ninguém, Senhor! Então, lhe disse Jesus: Nem eu tampouco te condeno; vai e não peques mais.]


"Foi arte e foi teatro ao mesmo tempo, mas foi ainda mais. Foi o que Ele não disse que falou mais poderosamente à turba naquela manhã. Foi como um copo de água fria para uma adúltera e um jato de água fria no rosto para um grupo de fariseus furiosos.
Até hoje não temos a mínima ideia do que Jesus rabiscou duas vezes na areia...
... Aquele que havia desenhado as galáxias com o mesmo dedo, agachou-se como um aluno, sua língua talvez dobrando-se no canto da boca, escrevendo mais uma vez aquelas palavras pelas quais daríamos um tesouro para saber quais foram mais nunca saberemos."
Michael Card em "Cristo e a Criatividade."


Ao único Deus, soberano, exaltado em majestade, criador de tudo o que há, o único digno de, no hebraico, utilizar o verbo "bara", "criar a partir do nada", (Gênesis 1:1), que tem, em si mesmo, as mais belas artes, os mais belos ângulos, as mais lindas inspirações. AquEle que faz dos céus todos os dias, sua tela de pintura, que modelou o homem, o ser mais complexo do universo, sim a Ele, toda a glória e louvor eternamente.
Como o irmão Stephen Kendric afirmou no "making of" do filme "Flyweel" ou "A virada" como conhecemos em português: "Nós não sabemos como fazer um filme mas o Senhor sabe."
Ele tem verdadeiramente nos abençoado. E quando digo nós, incluo você, parceiro de ministério, que tem entendido os propósitos de oração colocados aqui e que, vestindo a armadura do espírito, tem pelejado de joelhos para que esse projeto vá até o fim e que os ardis do inimigo sejam revelados e despedaçados.
O vídeo a seguir mostra a primeira filmagem que fizemos utilizando o "Dolly" que o Senhor nos concedeu.
Peço a você que não perca o alvo e continue alerta pois estamos caminhando para o final das filmagens e início de edição.
Os softwares utilizados são complexos, o tempo levado para "renderizar" um trecho de apenas 20 segundos demora, por vezes, 4 horas.
Por favor, clame ao Senhor para que nos dê discernimento e sabedoria para fazer exatamente aquilo que está em Seu coração.

Um grande abraço e fique na paz.


video



Nenhum comentário:

Postar um comentário